Mercado

Rafa Silva preocupa dirigentes do Benfica

A época ainda agora acabou para o Benfica (em claro ambiente de festa) e o emblema da Luz já estará a planear, ao pormenor, a próxima temporada. À semelhança de Álex Grimaldo, Rafa Silva também poderá tornar-se um osso ‘duro de roer’ no que toca à renovação de contrato.

O avançado português chegou ao Benfica, em 2016/17, após ter sido um dos destaques do Sporting de Braga, tendo ficado imediatamente com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Em 2019, Rafa Silva viu esse valor subir para a barreira dos 80 milhões, com um novo contrato, válido até 2024, precisamente no final da próxima época.

Nesse sentido, os encarnados deverão procurar evitar o cenário que se montou em torno da continuidade do defesa espanhol – que assinou recentemente pelo Bayer Leverkusen -, sendo que, para isso, é preciso convencer o avançado de 30 anos a permanecer na Luz, vestido de vermelho e branco. Uma nova saída a custo zero é tudo o que o Benfica não quer.

As ‘parecenças’ com Grimaldo Álex Grimaldo posicionou-se, desde o início da época, como o jogador mais valioso do campeonato em final de contrato, registando um valor de mercado de 25 milhões de euros, de acordo com o Transfermarkt.

Curiosamente, Rafa Silva parte para 2023/24 igualmente no topo, com 23 milhões de euros, mais três por comparação ao jogador que se segue, Mehdi Taremi, do FC Porto.

O futebolista, que renunciou à seleção nacional no passado mês de setembro, não é caso único no Benfica, uma vez que também Chiquinho, por exemplo, tem contrato válido até à próxima época. Contudo, face à importância que tem no plantel e às semelhanças com a dramática situação em torno de Grimaldo, a direção encabeçada por Rui Costa já poderá estar a pensar em soluções para resolver tal problema.

De referir que esta temporada foi uma das que Rafa Silva mais se destacou, com o registo de 14 golos e nove assistências, ainda que com números inferiores aos da época passada. Em matéria de jogos realizados, o avançado de 30 anos bateu o recorde de 2020/21 (46 duelos realizados) e alcançou as 47 partidas com a camisola das águias.

Para continuar a alimentar tais marcas e, consequentemente, dar alegrias aos adeptos do Benfica, será preciso prolongar a ligação o quanto antes, evitando-se nova saída dos encarnados a custo zero. Conseguirá o emblema da Luz evitar o ‘prejuízo? A seu tempo saberemos…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo