Mercado

Futre recorda Chalana: “Tinha coisas que vi imediatamente em Maradona”

Em dia de embate entre Portugal e Espanha, a contar para a Liga das Nações, Paulo Futre concedeu uma entrevista ao jornal As, do país vizinho, na qual abordou algumas das principais memórias que guarda dos duelos ibéricos.

Entre elas constam, claro está, o famoso duelo ibérico da fase de grupos do Campeonato da Europa de 1984, que terminou empatado a uma bola. O ex-internacional luso estava “enclausurado em casa, no Montijo”, mas não quis perder a oportunidade de assistir à sua “maior referência e inspiração”, Fernando Chalana, que morreu no passado mês de agosto.

“Aquele Campeonato da Europa foi a consagração de Chalana como jogador. Fez um jogaço contra Espanha. Jogava na esquerda, mas era tão bom com os dois pés que não se sabia se era destro ou canhoto”, começou por dizer.

“O Bordeaux contratou-o imediatamente, mas lesionou-se rapidamente, e nunca chegou a ser o mesmo. Anos depois, passou-se o mesmo comigo. Que coincidência! Chalana tinha coisas que vi logo em Maradona. Eu sempre quis ser como ele”, completou.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo